Performance Senses Places e Conversa com Isabel Valverde e Sofia Fitas

Performance e Conversa

Senses Places / Lugares Sentidos
Mixed Reality Participatory Environment and Performance / Ambiente Participativo e Performance em Realidade Mista

1 de Abril de 2016, 21:30-23:00
Espaço INVITRO – Palácio Ceia, Universidade Aberta
Rua da Escola Politécnica, 147
Lisboa

http://sensesplaces.org/

Senses Places é um ambiente participativo em realidade mista desenvolvido desde 2011; uma colaboração internacional transdisciplinar em dança somática e tecnológica que deseja testemunhar a emergência de interacções corporealizadas em ambientes transculturais inclusivos.

Uma experimentação artística em rede através da partilha física, telemática, e com avatares no ambiente virtual do Second Life, assim como pela expressão de dados biológicos no ambiente.

A experiência interactiva através das interfaces em jogo compõe o ambiente criativo sensível, que conecta os participantes por todo o mundo em corporealidades partilhadas. A somática é assim o alicerce da criação/investigação de uma experiência humana mais profunda e diversificada.

O evento acontece simultaneamente e em conexão com participantes/avatares no sítio virtual do Senses Places na Contemporary Art and Performance Simulator (Second Life/MUVE) no endereço SLURL:
http://maps.secondlife.com/secondlife/Odyssey/31/147/681

Senses Places is an ongoing collective project experimenting with inter-sensorial mixed reality interactivity through physical and mediated embodied channels of relational engagement with local and remote participants and environments. Towards the emergence of new languages encompassing a more colorful play amongst all our perceptions and intelligences.

Transmissões ao vivo/ Live streams channels

Canal da UAberta:
http://live.fccn.pt/uab/uab ;

Canais do Senses Places:
http://original.livestream.com/beverde
http://original.livestream.com/sensesplaces

http://original.livestream.com/sensesplaces2
http://original.livestream.com/sensesplaces3

 

Créditos/Credits

Isabel Valverde/Butler2 Evelyn (artistic director, choreographer, performer, researcher, PT)
Todd Cochrane/Toddles Aeon (technical director, developer, SL expert, NZ)
Yukihiko Yoshida/Island Habana (dance educator, critic, coordinator of Japan node)
Ana Moura/Anisabel (choreographer, performer, PT)
Barbara Teixeira/Kikas Babenko (SL performance artist, PT)
Liz Solo (SL multidisciplinary artist and curator Odyssey)
SaveMe Oh (SL visual theater artist, NL)
Isa Seppi/Janjii Rugani (choreographer, performer, BR)
Paulo Fernandes/Genious Bickin (SL designer, PT)
Clara Gomes/Lux Nix (video artist, performer, PT)
Fernando Cassola Marques (researcher Kinect interface, PT)
Artica (biometric interface, PT)
Nick Rothwell (sound interface system, composer, UK)
Joana Martins/Fonteyn (webcam interface design, performer, IST, PT)
Kae Ishimoto (choreographer, performer, JP)

 

Conversa com Isabel Valverde e Sofia Fitas

 

SP_workshop@DST#1

Isabel Valverde (co-fundadora, coordenadora e curadora do projecto Corporealidades Pós-humanas/Danças Somáticas e Tecnológicas) é performer, coreógrafa e investigadora transdisciplinar. Desenvolve criação artística desde 1986, no domínio da performance arte/dança a solo e em colaborações inter e transdisciplinares. Coreógrafa em transversalidade com materiais plásticos (visuais, sonoros, arquitetónicos) e as possibilidades somáticas de intercorporealidade inclusiva em experiências interactivas participativas performativas.

Doutorada em História e Teoria da Dança (UC.Riverside, BD/FCT), mestre em Artes Interdisciplinares (Inter-Arts Center/SFSU, Bolsa Fulbright/IIE), diplomada em Nova Dança (SNDD/AHK, ERASMUS), e licenciada em Dança (FMH/UTL). Realizou dois pós-doutoramentos em Danças e Tecnologias (BPD/FCT/POTCI) coordenando o CAT, Centro para as Artes e Tecnologias/IHSIS, e associada ao VIMMI/INESC-ID/IST. É investigadora associada do GAIPS/INESC-ID/IST e do Polo CIAC-UAb, Centro de Investigação em Artes e Comunicação. Autora da tese/livro Interfaces Dança-Tecnologia: um quadro teórico para a performance no domínio digital (FCG/FCT, 2010), traduzida do inglês. Fundadora e coordenadora das Posthuman Corporealities – Network Festival Symposium e do Festival Danças Híbridas – Contacto Improvisação e Prácticas Somáticas.

Participa e publica em revistas on-line e reuniões científicas internacionais em torno da corporealidade na condição pós-humana. Do trabalho artístico destaca, Depois do Duche Branco (1986), Baixo (com C. Schmidt, 1990), Desígnios do Corpo (1996), Blind Date (com Y. Melanitis, 2002), Fado Dança: que portuguesidade? (2003-presente), Blob Dança (2005-08), Weathering In/Senses Places (com T. Cochrane e outros, 2009-presente), e Dancing with Baxter (2015-) apresentados em festivais e conferências internacionais de renome, incluindo, a Bienal Int. de Arte de Vila Nova de Cerveira, Temps D’Image, DHRA conference, InterAct! Virtual Interactive Art Showcase (Second Life), LUA/Line Up Action, Metaverse Cultural Series, UpStage Festival, Hi-Dance Festival of Dance and Technology. Leccionou na UCDavies, UCRiverside, ESTAL, ULHT, e Instituto Piaget.

http://isabel-valverde-branded.me

 

sofia_fitas

Sofia Fitas é coreógrafa e performer, vive e trabalha em Paris. O seu trabalho coreográfico tem sido apresentado em Portugal, França, Bélgica, Espanha, Holanda, Croácia e Hungria. Intuição, experimentação e devir são palavras-chave na sua pesquisa coreográfica. O seu trabalho centra-se numa experimentação e desconstrução do corpo e do seu movimento, e põe em evidência uma interrogação sobre o indivíduo e a sua identidade, perturbando a definição de ser humano, questionando a nossa percepção e representação do corpo.

Iniciou a sua formação em dança na Escola da Companhia de Dança de Lisboa em 1987. Em 1989 foi-lhe atribuída bolsa de estudo na Escola de Dança Rui Horta onde continuou a sua formação até 1992. No ano lectivo de 1992/93 prosseguiu os seus estudos em Londres no London Studio Center e Urdang Academy. Em 1994, já em Portugal, continuou a práctica da dança clássica e iniciou o estudo de dança contemporânea (técnica de Release e de Body Mind Centering) com Francisco Camacho, João Fiadeiro, Clara Andermatt, Sofia Neuparth, Amélia Bentes, Peter M. Dietz. Prosseguiu com o estudo de técnicas de improvisação e composição coreográfica com Ana Macara, Martha Moore, Mary O’Donnell, Peter Hulton, Sofia Neuparth, Vera Mantero. Em 1999 conclui a Licenciatura em Dança na Faculdade de Motricidade Humana.

O desenvolvimento do seu trabalho coreográfico e de toda a pesquisa conceptual e artística implicada, incitaram-na a seguir em 2004 o mestrado em Estética/ Filosofia na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas de Lisboa. Estes estudos foram completados e aprofundados, em Paris, na Universidade de Paris VIII – Saint Denis e no Centre National de la Danse, em 2006.

Do seu trabalho destaca as seguintes coreografias, FORA do ESQUECIMENTO, 1° Prémio no Concurso Jovens Criadores, Lisboa, 2000; EXPERIMENTO 1 (1° Prémio no 13° Festival Internacional de Dança Contemporânea das Ilhas Canarias, 2008; QUE SER? Seleccionado por AEROWAVES – Companhia Prioritária 2012; EXPERIMENTO 3, co-produzido por La Briqueterie, Centre de Développement Chorégraphique e apresentado na Biennale de Dança de Val-de-Marne, 2013.

Em Portugal leccionou em diferentes escolas, das quais destaca : C.E.M. – Centro em Movimento e o Espaço Evoé.  Actualmente Sofia prepara uma nova criação : Experimento 4 a estrear em 2016 e continua a apresentar as suas peças precedentes.

http://www.ciesofiafitas.com/